A água chia no púcaro que elevo à boca (Alberto Caeiro)

Por: Aprenderes-Reflexões, divagações, incertezas e saber em rede.

fev 17 2014

Tags:,

Categoria: Poesia, prosapoética e prosopopeias

Deixe um comentário

A água chia no púcaro que elevo à boca.

«É um som fresco» diz-me quem me dá a bebê-la.Sorrio.O som é só um som de chiar.

Bebo a água sem ouvir nada com a minha garganta. 

Alberto Caeiro (Heterônimo de Fernando Pessoa)

Alberto_Caeiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: